Queremos uma cidade acessível

Share Button

Queremos uma cidade acessível
Dia 26 de Setembro de manhã, fizemos uma ação dedicada à acessibilidade. A cidade não está preparada para todas e todos, queremos que o Porto não coloque entraves à vivência e circulação na mesma. Como bem salienta o Movimento (d)Eficientes Indignados, “é-lhes negada a fruição da cidade e o direito a uma vida autónoma e independente, “porque o espaço público e os edifícios são uma sucessão de barreiras físicas ao exercício dos seus direitos”. Já nos comprometemos a alocar 2,8% do orçamento camarário para despesas de aquisição de bens e serviços e aquisição de bens de capital, para aplicação em obras de adaptação do espaço público e edifícios sob gestão camarária. Uma cidade que exclui alguns cidadãos não é livre, não é democrática, não é solidária, não queremos essa cidade.

Queremos uma cidade acessível

Queremos uma cidade acessível