Propostas para o Bonfim

Share Button

Somos um grupo de cidadãs e cidadãos do Bonfim, comprometidos com a candidatura autárquica “E se virássemos o Porto ao contrário?”, do Bloco de Esquerda. Iniciámos um processo aberto e participativo na procura de propostas concretas para melhorar a vida das pessoas. Continuaremos esse processo, para lá das eleições de 29 de setembro, sempre atentos aos problemas que afectam a vida de todos, envolvendo a população na discussão das soluções e na sua concretização.
Defendemos esta prática de democracia local no dia a dia, por um Bonfim por e para os que cá vivem e trabalham.

Frentes de intervenção desta candidatura:

1. Propostas para uma resposta às consequências sociais da crise.
Defendemos uma avaliação das situações de carência e isolamento social, junto da população e de todas as organizações da comunidade do Bonfim (colectividades culturais e desportivas, instituições de intervenção social, escolas, associações de moradores, etc.), e a optimização da rede de equipamentos sociais a operar na freguesia.
Defendemos ainda o reforço e diversificação dos serviços sociais de proximidade, assim como a criação de espaços de convivialidade, seguindo o modelo de intervenção dos Centros Comunitários, em parceria com a CMP e outros serviços públicos sempre que necessário.

Ação:
– Plano de ação para garantir a resposta às carências sociais.
– Criação de uma rede de acção comunitária no Bonfim, na perspectiva do desenvolvimento local.

2. Requalificação e valorização do património
Defendemos que a Junta de Freguesia, enquanto entidade pública mais próxima do cidadão, deve tomar activa na actualização do levantamento de situações de arruamentos e edíficios em mau estado, abandonado ou em situação de risco, com vista a exigir a sua resolução junto dos Serviços competentes.

Defendemos ainda a valorização do património do Bonfim, propondo a organização de roteiros e percursos pedestres: “património industrial”, “espaços rurais”, “azulejaria do Bonfim”, “Património da Águas do Porto”, etc.

Ação:
– Levantamento e correção de anomalias na via pública e no edificado.
– Propostas de promoção do património cultural e histórico do Bonfim.

3. Desporto, Cultura e Qualidade de vida
Defendemos a promoção da actividade física e um plano de actividades culturais para o Bonfim. Nesse sentido é necessária a optimização dos recursos existentes na Freguesia, nomeadamente equipamentos, recursos financeiros, associações desportivas e culturais e voluntários. Cabe à Junta de Freguesia fazer a articulação entre todos os actores, através de assembleias regulares para a o planeamento e avaliação das actividades, assim como a sua divulgação.
Entendemos que a promoção da qualidade de vida está directamente relacionada com a plena fruição da oferta de actividades de proximidade, no plano cultural, na actividade física e desportiva e em todos os espaços de convivialidade.

Ação:
– Assembleia de colectividades
– Plano para a prática do desporto e Actividades culturais
– Divulgação das actividades pelos meios de comunicação da Junta de Freguesia

4. Participação cidadã
Comprometemo-nos com um processo aberto de consulta e discussão de propostas para a freguesia, através de reuniões abertas a a todos.
Defendemos a eficaz divulgação das atividades da Junta de Freguesia e a abertura à participação dos cidadãos nas atividades promovidas pela JF. Para tal propomos a criação de canais de comunicação diversificados: um portal atractivo e actualizado com regularidade, bem como a divulgação em painéis, no espaço público, disseminados pelo território da freguesia.
Defendemos que esses meios de comunicação, para além dos editais autárquicos e das actividades culturais e desportivas do Bonfim, divulguem as propostas enviadas pela a Junta de Freguesia a outras entidades bem como as respectivas respostas.
Entendemos que a transparência e abertura da Junta da Freguesia são determinantes para o escrutínio e a democratização das decisões.

Ação:

– Divulgação de informação no site e espaço público
– Assembleias cidadãs “Bonfim: viver e participar”